Mistério no DF: Quem matou Shirlene e Tauane? Polícia procura assassino de mãe e filha

A descoberta dos corpos de Shirlene Ferreira da Silva, 38 anos, e Tauane Rebeca da Silva, 14, colocou a polícia diante de um mistério. Com o fim das buscas, agora os investigadores querem saber quem matou as duas, como e por quê.

Os cadáveres foram encontrados nessa segunda-feira (20/12) em um matagal do Sol Nascente. Elas estavam desaparecidas desde o dia 9 de dezembro. Os agentes trabalham com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte).

A principal evidência é que a mochila com os pertences que as duas levavam para o córrego não foi encontrada. As autoridades ainda não determinaram a causa da morte, já que os corpos serão periciados nesta terça-feira (21/12).

O Instituto Médico Legal (IML) vai analisar se há vestígios de DNA nas unhas ou roupas que possam levar à identificação do autor do crime bárbaro. Por enquanto, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) descarta crime sexual, uma vez que as duas estavam vestidas.



“Os corpos delas estavam parcialmente enterrados e cobertos de mato, trabalho que só pode ser feito por um humano. O IML vai nos ajudar a esclarecer a causa da morte: se foi tiro, punhal ou esganadura”, ponderou Vander Braga, delegado adjunto da 23ª Delegacia de Polícia (P Sul) e responsável pelo caso.

Outra evidência importante para os policiais é uma camiseta cinza que foi encontrada perto de onde os corpos estavam e que não pertence a nenhuma das vítimas. O objeto foi enviado para o Instituto de Criminalística da PCDF.

Fonte: TerraBrasilNoticias

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Se o Lázaro estivesse vivo ,'iriam dizer': q foi o Lázaro q as matou!' Eu as vezes fico pensando:'uma homem sozinho nao6 teria como fazer todos aqueles crimes não; parece até q tinha alguém fazendo barbárie, e pondo e pondo na conta do Lázaro!!

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.