PF reabre inquérito da facada em Bolsonaro e vai analisar celular do advogado de Adélio


A Polícia Federal reabriu o inquérito sobre a facada em Jair Bolsonaro. 
Agora, a investigação terá como foco o advogado de Adélio Bispo, Dr. Zanone Manuel de Oliveira Júnior, que terá o celular analisado. 
A retomada do inquérito vem após TRF-1 liberar acesso a informações do defensor.
A PF também poderá analisar documentos e imagens de câmeras de segurança de um hotel frequentado pelo advogado. 
O objetivo é apurar quem pagou o advogado para assumir a defesa do criminoso. 
O atentado ocorreu em Juiz de Fora (MG) em setembro de 2018, durante a campanha presidencial.

Postar um comentário

0 Comentários