Há exatos 58 anos um dos grandes mistérios do século XX, John F. Kennedy foi assassinado a tiros em Dallas, Texas.

Em 22 de novembro de 1963, o 35º presidente americano John F. Kennedy foi assassinado a tiros em Dallas, Texas.


O crime, as motivações e a verdadeira identidade do(s) assassino(s) permanecem há exatos 58 anos um dos grandes mistérios do século XX
O acusado oficial pelo crime foi Lee Harvey Oswald. Comunista, ex fuzileiro e dono do rifle Mannlicher-Carcano encontrado no 6º andar do depósito de livros de onde acreditava-se que teriam partido os tiros q mataram Kennedy Ele se declarou inocente e disse ser um bode expiatório


Mas à medida q o crime começou a ser investigado, uma lista enorme de pessoas q tinham informações q contrariavam a versão oficial começaram a ter mortes "suspeitas", q só serviram para alimentar a controvérsia em torno do crime e as teorias conspiratórias q duram quase 6 décadas

O primeiro da lista é o próprio Oswald Apenas 2 dias após a morte de Kennedy, Lee estava sendo transferido da delegacia para o presídio estadual quando foi baleado diante de todos, naquele q provavelmente deve ter sido o 1º homicídio da história a ser transmitido ao vivo pela tv

O assassino de Oswald foi Jack Ruby, que tinha conexões com a CIA e com a máfia e acabou morrendo na cadeia em 1967, antes que tivesse tido tempo de explicar as suas reais motivações




Jim Koethe e Bill Hunter, jornalistas q queriam escrever um livro sobre JFK, revistaram o apartamento de Jack Ruby Não se sabe o que encontraram Hunter foi morto com um tiro pelas costas disparado por um policial e Koethe foi morto a socos por um ladrão q invadiu seu apartamento


Lee Bowers Jr. estava assistindo ao desfile presidencial em Dallas e disse à polícia q viu dois homens armados atrás de uma cerca q saíram correndo depois dos disparos fatais no presidente


A comissão Warren, criada para investigar a morte de JFK, ignorou Bowers, q continuou repetindo sua história para a imprensa, até q em 66 seu carro bateu numa pilastra, num acidente inexplicável, já q não havia uma curva perigosa ou um outro carro envolvido Bowers morreu na hora

William Pitzer, tenente da Marinha, fez as fotos da autópsia de JFK e afirmou q as fotos divulgadas haviam sido alteradas Segundo ele, o tiro fatal tinha vindo pela frente e não por trás Pitzer foi encontrado morto com uma bala na cabeça e uma arma na mão direita. Ele era canhoto



O vendedor de carros Albert Guy Bogarde disse q poucos dias antes da morte de JFK alguém q se dizia chamar "Lee Oswald" foi à sua loja e disse q ia matar o presidente. Alguns dias depois Bogarde foi encontrado morto num cemitério da Louisiana causa mortis: suicídio
O investigador Buddy Walther encontrou um cartucho calibre 45 perto de onde Kennedy foi alvejado e o entregou às autoridades. Mas isso nunca foi foi mencionado no relatório policial Buddy repetiu a sua história até q recebeu uma bala perdida numa blitz corriqueira. Morreu na hora


Hale Boggs, deputado da Louisiana membro da Comissão Warren, discordou da tese de q Oswald agira sozinho e disse estar sendo pressionado pelo FBI para mudar de opinião. Seu avião desapareceu misteriosamente numa viagem para o Alasca. Nenhum sobrevivente foi encontrado



John Garrett "Gary" Underhill Jr era agente da CIA e cometeu a suprema estupidez de falar num bar, depois de alguns drinks a mais, q alguns colegas seus estavam envolvidos na morte de JFK. Foi encontrado com uma bala na cabeça e uma automática na mão esquerda. Ele era destro.


Marilyn Magyar ou "Delilah" era uma stripper q trabalhava no "Carousel Club" de propriedade de Jack Ruby. Em 1966 ela anunciou q ia estava escrevendo um livro onde iria revelar "a verdadeira história sobre a morte de Kennedy" Foi assassinada a tiros no seu próprio apartamento

Na verdade a lista é muito maior. O número de pessoas direta ou indiretamente ligadas ao crime e à investigação q tiveram mortes "suspeitas", passa de 50 nomes. Mas a pergunta q não quer calar é: Quem matou JFK?

Postar um comentário

0 Comentários