Financiador da defesa de Adélio Bispo agiu por 'amor ao próximo', diz advogado



Um dos advogados de Adélio Bispo, autor da  facada em Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, afirmou, em entrevista ao Uol News, nesta sexta-feira (12), que o responsável por financiar a defesa de Adélio o fez por "amor ao próximo". Segundo Pedro Possa, o financiador pediu anonimato.

"É uma pessoa ligada a ele (Adélio) religiosamente. Eu não sei a identidade dela, só o doutor Zanone (Muriel, que está à frente da defesa do caso) que sabe, teve contato com ela. Mas não há mandante, um financiador, ninguém que tinha conhecimento prévio dessa ação perpetrada pelo Adélio. Somente ao saber da facada é que ele se dispôs a ajudá-lo por uma questão de amor ao próximo, vamos assim dizer", disse o advogado.

Antes morno, o caso da facada voltou à tona na semana passada após o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) derrubar uma liminar que impedia a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telemático de investigados.

Desde o atentado, que aconteceu em setembro de 2018, em Juiz de Fora, em Minas Gerais, dois inquéritos foram arquivados.  A nova decisão do TRF-1 pode fazer com que as investigações sejam retomadas.

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Bolsonaro já sabe quem financiou e ordenou esse atentado,as coisas serão divulgadas no momento oportuno..

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.