Ator Wagner Moura chama governo Bolsonaro de ‘terrorista’

Ator foi entrevistado pelo programa Roda Viva, da TV Cultura

Gabriela Doria 
Wagner Moura foi entrevista pelo programa Roda Viva, da TV Cultura Foto: Reprodução TV Cultura

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, o ator e diretor Wagner Moura afirmou nesta segunda-feira (1º) que o presidente Jair Bolsonaro faz terrorismo no Brasil. Moura também comentou sobre as dificuldades em lançar Marighella, filme que dirigiu e está pronto há mais de dois anos.

Os acusados de terroristas são os pobres, o MST [Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra], o Black Lives Matter, e isso sempre me incomodou, mas 600 mil mortos por Covid é terrorismo, 19 milhões de pessoas passando fome, a Amazônia pegando fogo, o ministro da Economia que tem uma conta offshore enquanto o povo paga imposto alto, é terrorismo – disparou.

O ator, que lançou nesta semana o filme Marighella – sobre o guerrilheiro de esquerda que atuou na luta armada durante a ditadura militar -, acusou o governo e a Agência Nacional de Cinema (Ancine) de censurar a exibição do longa.

– Eu não tenho medo dessa gente, são covardes. Fazer um filme sobre Marighella no Brasil faz parte de um movimento contra o fascismo do qual me orgulho de participar – afirmou.

Em outro trecho da entrevista, quando comentou os filmes Tropa e Elite 1 e 2, o artista afirmou que a família Bolsonaro “tem relação profunda com a milícia do Rio de Janeiro”.


Matéria do PLENONEWS

Postar um comentário

1 Comentários

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.