ALIADOS DE LULA TENTAM CRIAR GREVE DE CAMINHONEIROS E IMPLEMENTAR O CAOS NO BRASIL



Por Victor Vonn
Ontem vi algumas chamadas sobre uma possível greve de caminhoneiros, e pesquisando sobre o tema achei algumas informações interessantes. 
A primeira delas é que essa greve não tem a mesmas lideranças da greve de 2018, e nem as lideranças da última, no dia Sete de Setembro.
Quem está nessa frente são duas figurinhas carimbadas da CUT: Dahmer e Eduardo Guterra. Ambos diretores da CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística). 
E aqui vai a cereja do Bolo: 
Guterra se reuniu com Lula um mês antes, em um evento que reuniu lideranças de esquerda. É ex filiado do PT, e foi alguém de comunicação com Dirceu. 
Os caminhoneiros da última greve (maioria dos autônomos) se recusam a participar dessa movimentação, o que significa uma nítida articulação política da greve a favor da oposição. 
Note que a pouco mais de um mês, os trabalhadores sem terra começaram a fazer invasões em locais notórios, como Bolsa de Valores e eventos cobertos por veículos de mídia. Isso também significa uma articulação, no sentido de aumentar a visibilidade de ‘insatisfação popular’, ou pelo menos, criar essa sensação. 
Agora que perceberam que a cassação da chapa é algo distante, que a CPI está desmoralizada e que Bolsonaro está moderado com os outros poderes, vão tentar criar caos generalizado, aumentando artificialmente o desgaste dos problemas econômicos que vão chegar devido as políticas anteriores adotadas no período de pandemônio.
Basta identificar os verdadeiros líderes de caminhoneiros das manifestações anteriores e conversar. Investigar as ações e expor publicamente o plano. 
Se a população souber que Lula pode estar por trás da greve, isso pode afetar negativamente a campanha do Molusco, e ainda ajudar a pressionar no Congresso a taxa fixa de ICMS dos combustíveis, contrariando os governadores. 
A pergunta é se o pessoal do Planalto já ganhou o lance. S
e ganhou, provavelmente esse contragolpe já deve estar em andamento. 
Que comecem os jogos.

Postar um comentário

0 Comentários