Bolsonaro cobra de Lira a votação da PEC 159 “DA BENGALA”, se aprovada aposentará Weber e Lewandowski

Se o Senado acatar ao pedido que será feito pelo próprio Bolsonaro, que pedirá o processo de impeachtment de Moraes e Barroso, o presidente poderá indicar um total de seis nomes ás cadeiras do STF, ampliando assim a base conservadora na Suprema Corte brasileira, uma grande renovação que poderia mudar radicalmente o cenário instável entre os poderes e evitar de fato uma grave ruptura.


Bolsonaro vem tentando mobilizar sua sua base de apoio na Câmara dos Deputados, em especial o presidente da Casa, Arthur Lira, para seja levada ao plenário a votação da PEC 159, que revoga a chamada PEC da Bengala, o que aposentaria dois ministros do STF aos 70 anos de idade: Rosa Weber e Ricardo Lewandowski.

Caso a PEC 159 seja de fato aprovada na Câmara, o presidente Bolsonaro poderá indicar mais dois nomes para o STF, o que seria um certo alívio aos ataques que vem sofrendo do Supremo, informa o site Hora Brasília

Postar um comentário

0 Comentários