Mas de 460 Policiais mortos durante o ano pandêmico 2020/2021

 



Números de vítimas da covid-19 que podem ser ainda maiores.

Ao todo, 465 policiais perderam as suas vidas para o vírus e um em cada quatro foi afastado por conta do novo coronavírus, seja por fazer parte do grupo de risco ou devido aos sintomas, conforme indica o levantamento do G1 junto às polícias Civil e Militar e às Secretarias de Segurança Pública do País. Os dados foram divulgados ainda no final do mês de abril.

No ranking, os três estados no topo da lista fatídica são Rio de Janeiro (65), Amazonas (50) e o Pará (49). Em 2020, 198 (180 em 2019, sem contar o Estado de Goiás) servidores da segurança pública foram mortos nas ruas, na ativa ou não.

Somente no maior estado do Brasil, São Paulo, 40 policiais civis – três mulheres e 37 homens – foram vitimados fatalmente pela covid-19 e 900 afastados entre os meses de janeiro e abril deste ano, segundo a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Adpesp).

No último ano, mais de 1,6 mil foram afastados por terem contraído a doença. A Secretaria de Segurança Pública (SP) confirma 59 mortos durante a pandemia. Ainda, em SP, 49 policiais foram executados em 2020 e 34 em 2019.

De acordo com a Federação Nacional de Sindicatos de Guardas Municipais (Fenaguardas), 139 guardas municipais vítimas da covid-19 desde o mês de março de 2020. Dados da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FENAPRF) contabilizam cerca de dois mil policiais rodoviários federais infectados – percentual quatro vezes maior que a média de contaminação da população brasileira, com 12 servidores mortos pela doença.

Na Polícia Federal, entre os dos dez mil policiais da ativa, no Brasil, 1.355 já foram contaminados, um número também maior que o índice de contaminação entre os cidadãos civis, e 11 infelizmente chegaram a óbito.

A capital federal registrou a morte de 20 policiais militares da ativa e 43 da reserva, desde o começo da pandemia, em 2020. Até o mês de março, mais de 100 servidores foram afastados. Entre os policiais civis do DF, 650 foram infectados e 16 morreram – cinco da ativa e 11 aposentados – desde março de 2020, conforme dados da PCDF divulgados no mês passado.

Postar um comentário

0 Comentários