Justiça concede prisão domiciliar ao ex-médico Roger Abdelmassih


Defesa tentava desde março de 2020 reverter decisão que o mandou de volta à cadeia e agora cumprirá pena em casa. Ele foi condenado a mais de 173 anos de prisão por estupro de pacientes
O ex-médico Roger Abdelmassih no aeroporto de Congonhas, após ser detido Foto: Michel Filho/Agência O Globo/20-08-2014
O ex-médico Roger Abdelmassih no aeroporto de Congonhas, após ser detido Foto: Michel Filho/Agência O Globo/20-08-2014

SÃO PAULO. A juíza Sueli Zeraik, da Vara de Execuções Criminais (VEC) de Tremembé, concedeu nesta quarta-feira prisão domiciliar ao ex-médico Roger Abdelmassih. O ex-médico tentava desde março de 2020 reverter a decisão que o mandou retornar à cadeia.

Abdelmassih foi condenado a mais de 173 anos de prisão pelo estupro de pacientes. Ainda não há prazo para que ele deixe o hospital penitenciário, onde está internado, em São Paulo. Informa o Globo

Postar um comentário

0 Comentários