Homem que comeu 3 colegas de trabalho é condenado à prisão perpétua na Rússia

Canibalismo: homem de 51 anos que matou e comeu três colegas de trabalho é condenado à prisão perpétua na Rússia

Eduard Seleznev


Um homem foi condenado à prisão perpétua na Rússia por assassinar três homens, em crimes cometidos entre março de 2016 e março de 2017, de acordo com o Daily Mail. Ele também comeu os restos mortais das vítimas, mas a lei russa não prevê punição para canibalismo.

Eduard Seleznev, de 51 anos, admitiu ter esfaqueado até a morte seus três colegas de trabalho que tinham 59, 43 e 34 anos de idade, e depois comer partes dos corpos das vítimas.

De acordo com o Daily Mail, o crime teria ocorrido após Seleznev dizer que ouviu vozes em sua cabeça pedindo para matar os colegas enquanto todos se alcoolizavam. Quando as vítimas dormiram, o homem os atacou, selecionou algumas partes do corpo para comer e jogou o restante no lixo.

Após o crime, o russo ainda se mudou para o apartamento de uma das vítimas e disse à família que o rapaz tinha viajado. Os parentes dos outros mortos, no entanto, não questionaram Seleznev.

Após as investigações, os policiais encontraram sacos com cadáveres, mas não conseguiram identificá-los devido ao estágio avançado de decomposição.

Psiquiatras declararam que Seleznov é integralmente responsável pelos crimes, e o juiz o decretou culpado pelos crimes de assassinato e uso indevido de partes do corpo humano.

Postar um comentário

0 Comentários