Bolsonaro: "Deus nos deu a hidroxicloroquina para quem se acometer da doença. Quem não acreditou engula agora"




De Victor Farias no Globo.

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso da hidroxicloroquina no tratamento precoce do novo coronavírus nesta quinta-feira, apesar de não haver comprovação da eficácia do remédio. Segundo o presidente, ele não é médico, mas é “ousado”, como o “cabra da peste nordestino”. A declaração foi dada em cerimônia de inauguração da adutora do Pajeú, em São José do Egito (PE).

— Deus foi tão abençoado que nos deu a hidroxicloroquina para quem se acometer da doença. Quem não acreditou engula agora. Eu não sou médico, mas sou ousado, como o cabra da peste nordestino. Nós temos que buscar uma solução para os nossos problemas, e ela apareceu — disse.

O presidente também fez críticas ao isolamento social, adotado por estados e municípios, para conter a Covid-19. Segundo Bolsonaro, era preciso zelar pelas pessoas com comorbidades, mas deixar o restante da população trabalhar.

— Alguns políticos fecharam tudo durante a pandemia. Eu sempre falei: não tem que fechar nada, não tem que prender ninguém dentro de casa — disse.

Sem mencionar candidatos, Bolsonaro defendeu que os moradores da cidade precisam “caprichar para escolher prefeito e vereadores”.

— Vamos escolher gente que tenha Deus no coração, que tenha na alma patriotismo e queira de verdade o bem do próximo. Deus, pátria e família — afirmou.

Bolsonaro foi a Pernambuco na manhã de hoje acompanhado dos ministros Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional; Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança-Institucional; Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, e do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE).

(…) 

Postar um comentário

0 Comentários