Banner Acima Menu INTERNAS

Bolsonaro desautoriza Ministério e diz que não comprará 'vacina da China'

Nesta quarta, o presidente disse que não permite a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac anunciada no dia anterior pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Bolsonaro afirmou que só compraria medicamentos com eficácia "comprovada cientificamente pelo ministério da Saúde e certificada pela Anvisa". Segundo matéria do Poder 360, o presidente também enviou mensagem aos seus ministros afirmando que "não compraremos vacina da China".




Postar um comentário

0 Comentários