UOL foi condenada por acusar Dep Bia Kicis de espalhar fake news sobre COVID-19

Ela notificou na época que uma pessoa faleceu por outras causas e não pelo vírus, no atestado de óbito estava covid-19, registraram errado conforme afirmou a família, médico e o próprio hospital

Quando isso ocorre o jornal tem de na mesma matéria fazer a correção, entretanto o veículo não assume categoricamente o erro. Vejam:




Postar um comentário

0 Comentários