‘Tenha dignidade para se demitir’, disse Bolsonaro a Moro


Mensagem inédita foi revelada em relatório da PF ao STF
Foto: PR/Alan Santos


PF revelou mensagens inéditas trocadas entre o presidente e o então ministro Sergio Moro
Foto: PR/Alan Santos
A Polícia Federal enviou nesta quarta-feira (2) um relatório ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual há uma troca de mensagem inédita entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Justiça Sergio Moro.
No diálogo, o presidente afirmou que aqueles auxiliares que o contrariam deveriam pedir demissão, sugerindo a Moro que este poderia ser o seu caso.
Foram analisadas no relatório da PF, datado do dia 23 de junho, mensagens trocadas entre Bolsonaro e Moro no período entre 12 a 23 de abril.
No dia 12 de abril, o presidente enviou ao então ministro uma matéria do jornal Valor Econômico na qual Moro opinava sobre eventual ordem de prisão contra pessoas que descumprissem o distanciamento social, uma das medidas de combate à pandemia do coronavírus.
– Se esta matéria for verdadeira: Todo ministro, caso queira contrariar o PR, pode fazê-lo, mas tenha dignidade para se demitir. Aberto para a imprensa – afirmou Bolsonaro.
Moro, então, respondeu: “O que existe é o artigo 268 do Código Penal. Não falei com imprensa”.
O relatório da PF faz parte do inquérito que apura se houve interferência de Bolsonaro no comando da corporação. A polícia pediu nesta terça-feira mais 30 dias para concluir as investigações.

Postar um comentário

1 Comentários

  1. O CIDADÃO DE BEM É O CIDADÃO CORRETO...
    O LADRÃO DE BENS É O CIDADÃO ERRADO...
    DEVE IR MORAR NO INFERNO ONDE TODOS SÃO ERRADOS.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.