Bolsonaro pretendia enviar tropas para FECHAR O SUPREMO e foi dissuadido pelos generais, diz revista


Segundo nota na revista PIAUÍ, publicada nesta quarta-feira (5 de agosto de 2020), o presidente Jair Messias Bolsonaro esteve muito perto de enviar tropas das Forças Armadas para destituir do cargo os ministros do STF. Segundo a revista, as fontes que são em número de quatro e teriam pedido anonimato, contaram que no dia 22 de maio, após o Presidente da República ser informado  que Celso de Mello considerava a possibilidade de autorizar a apreensão do seu aparelho de telefone celular, acreditou que a audácia do SUPREMO teria ultrapassado em muito todos os limites concebíveis e achou que seria necessário então intervir.
Numa reunião urgente, da qual participaram Walter Braga Netto, e o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos , Augusto Heleno, André Mendonça (Justiça),  Fernando Azevedo e pelo advogado-geral da União, José Levi, Bolsonaro – segundo a Piauí – foi dissuadido da medida e, pouco depois, ainda na mesma data, foi publicada a nota à nação brasileira escrita pelo general Augusto Heleno que avaliava a possibilidade de apreensão do celular de Bolsonaro como “inconcebível e, até certo ponto, inacreditável”.
Diz a revista Piauí: “Bolsonaro queria mandar tropas para o Supremo porque os magistrados, na sua opinião, estavam passando dos limites em suas decisões e achincalhando sua autoridade. Na sua cabeça, ao chegar no STF, os militares destituiriam os atuais onze ministros. Os substitutos, militares ou civis, seriam então nomeados por ele e ficariam no cargo “até que aquilo esteja em ordem”, segundo as palavras do presidente. No tumulto da reunião, não ficou claro como as tropas seriam empregadas, nem se, nos planos de Bolsonaro, os ministros destituídos do STF voltariam a seus cargos quando “aquilo” estivesse “em ordem”.

Postar um comentário

8 Comentários

  1. Deveria ter mandado a tropa e dar uma bicuda na bunda de cada um e colocado pra fora.

    ResponderExcluir
  2. Deveria ter feito mesmo, a Corte Suprema é de suma importância, porém os membros que a compõem no momento não valem absolutamente nada

    ResponderExcluir
  3. Deveria ter feito mesmo, a Corte Suprema é de suma importância, porém os membros que a compõem no momento não valem absolutamente nada

    ResponderExcluir
  4. Precisamos urgentemente que mudem aquilo lá, ninguém que está lá no momento presta

    ResponderExcluir
  5. Deveria ter feito mesmo, a Corte Suprema é de suma importância, porém os membros que a compõem no momento não valem absolutamente nada

    ResponderExcluir
  6. Deveria ter feito mesmo, a Corte Suprema é de suma importância, porém os membros que a compõem no momento não valem absolutamente nada

    ResponderExcluir
  7. Deveria ter feito mesmo, a Corte Suprema é de suma importância, porém os membros que a compõem no momento não valem absolutamente nada

    ResponderExcluir
  8. Acredito que nenhuma ditadura presta,o mesmo assim tem o meu apoio... Já vivemos na ditadura no judiciário, que esqueceu da divisão dos poderes e assumiu o papel de legislativo e executivo.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.