Mais de 9 mil pessoas já retiraram tratamento profilático à COVID-19(Ivermectina) em Itajaí-SC



Mais de 9 mil moradores já receberam o medicamento ivermectina, distribuído pelo Município de Itajaí como tratamento profilático à COVID-19, até o fim da tarde desta quarta-feira (08). A retirada do remédio, que apresenta atividade antiviral in vitro comprovada contra o coronavírus, ocorre no Centreventos da cidade, das 8h às 20h. A implantação do tratamento precoce na população ajuda a prevenir e atenuar a infecção causada pelo novo vírus.
Para ampliar o acesso da população e atender com mais segurança os moradores, a estrutura montada no Centreventos foi reforçada pela Secretaria de Turismo e Eventos, que prestou apoio na organização de guichês, filas e dispensação de medicamentos. Ao todo, o espaço conta com 20 guichês de cadastro, 15 de triagem/avaliação, 11 para médicos e 22 para dispensação da ivermectina, todos eles distribuídos em uma área de mais de 18 mil m². Idosos foram separados dos demais moradores e contam com fila própria para retirada da medicação.
“Contamos com uma equipe com cerca de 150 pessoas trabalhando diariamente na organização, preenchimento de cadastros, avaliações e dispensação dos medicamentos no Centreventos. Tudo isso para atender com agilidade, segurança e qualidade a comunidade que deseja aderir a essa campanha. É importante destacar que a ivermectina é um remédio seguro, usado há muitos anos e com baixos efeitos colaterais. Por isso, estamos adotando esse medicamento como tratamento profilático para toda a população, já que ele diminui a multiplicação viral”, comenta o prefeito Volnei Morastoni.
Aprovação dos moradores
Os dois primeiros dias de distribuição da ivermectina tiveram ótima aceitação da comunidade. Até o fim da tarde desta quarta foram distribuídos medicamentos para mais de 9 mil pessoas. Thais Loureiro Antunes dos Santos, moradora do Dom Bosco, diz que soube pela mãe da iniciativa e resolveu buscar o remédio para a família. “Acho essa ação importante. Penso no privilégio que temos de morar em Itajaí e ter acesso a essa medicação”, comenta.
Moradora do bairro Centro, Luciana Bernardes conta que os moradores do prédio onde reside se mobilizaram para aderir a campanha. “Acho que toda tentativa é válida. Eu soube da ação e vou tentar, estou levando para toda a família”, disse.
Já o morador da Fazenda, Romualdo Reck Filho, acredita que o medicamento é mais uma forma de prevenção. “É muito melhor prevenir do que remediar essa doença que é de difícil tratamento. Eu passei pelo médico e a organização estava muito boa”, afirma. Para Marcos Eduardo Nunes, também residente do bairro Fazenda, a ação é uma forma de carinho do município com a população: “toda a estrutura que se oferece e que é pro bem tem que participar”.
A adoção do medicamento foi baseada na experiência de algumas cidades e países, além de instituições brasileiras, como a Unimed e o Hospital da Marinha do Brasil. A indicação da ivermectina também teve resultados positivos no Centro Ambulatorial de Triagem de Coronavírus do município, onde médicos observaram significativa melhora em pacientes sintomáticos tratados com o remédio.
Além disso, profissionais da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) acompanharão o tratamento ofertado no município e farão uma análise estatística dos resultados obtidos com o uso da ivermectina nos próximos meses.
Fonte: Portal da prefeitura de Itajaí

Postar um comentário

0 Comentários