Brigadeiro responde a notícia falsa e tendenciosa da CNN


E-MAIL ENVIADO À CNN POR NOTÍCIA CAPCIOSA VEICULADA HOJE


REPORTAGEM FALSA E TENDENCIOSA

No programa “Novo dia, de hoje, 15 de julho o comentarista Igor Gadelha e o apresentador Rafael Colombo, ao comentarem a reportagem que afirmava ser “o aumento dos gastos com as FFAA acima das pastas da saúde, educação, e agricultura”, forneceram várias informações equivocadas e tendenciosas que, conscientes ou não, trazem constrangimento e induzem ao entendimento de conceitos inverídicos sobre a reestruturação das FFAA aprovada pelo Congresso.

Os erros listados a seguir demonstram a falta de conhecimento ou de pesquisa dos repórteres e editores sobre a notícia que está sendo veiculada:

1 - Disse o apresentador: “O raciocínio lógico é que o Presidente da República, por ser egresso das Forças Armadas, e por esse ser um governo recheado de militares, privilegia essa área em detrimento de outras.

RESPOSTA: A afirmativa do apresentador faz entender que esse é o entendimento do editor da matéria e, consequentemente da CNN. Ela é tendenciosa e falsa.

Em seguida, o apresentador propõe uma justificativa alternativa, mais próxima da realidade das FFAA, dizendo que “há quem faça um outro tipo de defesa” depreciando essa versão e atribuindo a terceiros.

2 - Comentarista Igor Gadelha: “O presidente Jair Bolsonaro tem as forças armadas e principalmente o exército como uma das suas principais bases de sustentação”
*RESPOSTA*: A base de sustentação do Presidente não está na presença de militares no governo, mas na aprovação do povo que o elegeu, já que, mesmo p pesquisas tendenciosas como as da Datafolha, superam sempre os 30%.

3 - Comentarista Igor Gadelha: “As Forças Armadas, ao emprestar os seus generais, mesmos da reserva, ajuda o governo a manter essa credibilidade perante o Congresso e a sociedade”.

*RESPOSTA*: O Presidente Jair Bolsonaro não levou militares para participar do seu governo em busca de credibilidade junto à sociedade, mas pela confiabilidade, competência e honestidade no desempenho das tarefas que lhe são confiadas.

4 - Comentarista Igor Gadelha: “Recentemente o Congresso aprovou uma reforma da previdência para os militares... foi aprovado ali o aumento do salário dos generais... Recentemente nós noticiamos também aqui na CNN, que o governo passou a pagar aos oficiais das forças armadas e principalmente do Exército, uma nova gratificação por especialização”.

RESPOSTA: A reestruturação não resultou em aumento de salário imediato e não foi para os generais, nem principalmente para o exército, como afirmou o comentarista.

Ela atingiu a todos os militares e, é importante que se diga, houve uma redução de vencimentos em janeiro de 2020, devido ao aumento nas contribuições para a pensão militar, que teve que ser compensada com um abono a ser restituído quando os salários voltarem ao nível anterior ao da sua aprovação, o que não ocorreu até o presente momento. Essa reestruturação vem sendo anunciada e sempre adiada, desde 2001.

A defasagem salarial dos militares com as demais carreiras do mesmo nível era jocosamente noticiada na imprensa com a comparação entre os salários do piloto de F-5 da FAB e do ascensorista do Congresso Nacional.

Os reajustes de soldo sempre foram escalonados em 4 anos, de forma a ser consumido pela inflação. Durante a gestão de Raul Jungmann à frente do Ministério da Defesa foi reforçada a intenção de reestruturação  e, como sempre, postergada por carência de recursos.

Houve grande expectativa de que a vinda da CNN para o Brasil pudesse trazer seriedade e imparcialidade aos opnoticiários, em contraponto com o jornalismo rasteiro e subsidiado com verbas públicas da Rede Globo.

Reportagens como essa de hoje e algumas outras que estão sendo veiculadas por  essa rede de renome internacional poderão jogar por terra a credibilidade da emissora, que passará a ser apenas mais uma no esgoto de informações ao povo brasileiro que se tornou a mídia nacional.

Essa crítica que dirijo aos senhores, com indignação pela sua inveracidade e intenções tendenciosas, será transmitida a todos os grupos de militares e civis ao meu alcance.

Major-brigadeiro Jaime Rodrigues Sanchez

Postar um comentário

1 Comentários

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.