Baleia Azul, Homem Pateta, Momo: Crianças em perigo!



Disfarçadas de brincadeiras, desafios podem levar a ferimentos e até suicídio

– Essas mensagens causam desconforto, medo, terror e podem até induzir ao suicídio – explica a delegada de Polícia Civil Fernanda Lima, responsável pelas investigações.


Mas esse não é o primeiro caso recente que ameaça crianças e adolescentes. O Pleno.News relembra alertas feitos sobre outros desafios na internet.


BALEIA AZUL

Há alguns anos, a onda da Baleia Azul despertou para o tema da automutilação entre adolescentes e jovens. Os “desafios” consistiam desde tarefas simples, como amarrar os cadarços, e terminava com o suicídio da vítima. Caso tentasse sair do jogo, criminosos chamados “curadores” ameaçavam a vítima e seus familiares.


Em 2017, alguns desses criminosos chegaram a ser presos pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. O assunto se tornou tão sério que, em 2019, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que proíbe jogos e desafios que estimulem a automutilação e o suicídio de crianças e adolescentes.


Desafio da Baleia Azul obrigava crianças a se mutilarem Foto: Reprodução


MOMOO fenômeno começou em 2018 após jornais em língua espanhola noticiarem que uma corrente estava sugerindo a crianças e adolescentes que adicionassem o número de telefone com um código do Japão (81). Com olhos esbugalhados e um sorriso assustador, a Momo representa uma criatura maligna pronta para falar com os jovens. A corrente de mensagens em celulares acabou se espalhando para outros países.


Apesar de o telefone inicial ser um específico, há mais de um número atribuído à Momo. A corrente propõe aos usuários que cumpram desafio de conversar com a personagem. Depois a imagem passou a aparecer em vídeo do YouTube, inclusive YouTube Kids, e atrair menores a realizar desafios que chegaram a casos extremos de suicídio.


Além disso, por tentar se passar por uma brincadeira inocente, a personagem pode ser utilizada para conseguir informações pessoais de crianças e adolescentes.
Momo ensina crianças a se machucarem


QUEBRA-CRÂNIO
Em fevereiro deste ano, o chamado Desafio da Rasteira ou Quebra-Crânio ganhou força na web, principalmente no aplicativo TikTok. Criado pelo influencer Robson Calabianqui, o Fuinha, a “pegadinha” consistia em uma dupla convencer uma terceira pessoa a dar um pequeno salto para, rapidamente, conseguir derrubar a “vítima” no chão. Após a notícia de acidentes sérios que ocorreram durante o desafio, o rapaz de 23 anos veio a público se desculpar e reconheceu que errou ao propor o desafio. 


VALORIZAÇÃO E PROTEÇÃO DA CRIANÇA A pastora Fabiana Faria, da Igreja Videira, em Uberlândia, Minas Gerais, conversou com o Pleno.News sobre como a proteção da criança ajuda no combate a essas “brincadeiras”. 

– A criança vê esse tipo de ataque e sente um certo tipo de medo. A Momo, por exemplo, veio para trazer medo às crianças. Inclusive minha filha sentiu medo e falou: “Está repreendido em Nome de Jesus!”, ela sabe usar o poder da Palavra. Uma criança que sente que é amada, se sente valorizada, então não vai tentar suicídio e se deixar levar por esses jogos. 

PEÇA AJUDA

No Brasil, o Centro de Valorização da Vida é uma das instituições que dão apoio emocional e trabalham para prevenir o suicídio. Para pedir ajuda ligue para o número 188 ou acesse o site.
Fonte: PlenoNews

Postar um comentário

0 Comentários