VERDADEIRA RAZÃO DA QUEDA DE MANDETTA


— Ao demorar a reconhecer a comprovada eficácia de hidroxicloroquina + azitromicina no início do tratamento contra o coronavírus, praticamente o ministro do DEM (partido de Rodrigo Maia) assinou sua demissão. Na entrevista que concedeu sexta-feira (3/4), o ainda ministro da Saúde do Brasil afirmou que não pedirá demissão "porque um médico não abandona o paciente". 

No entanto, a decisão pela continuidade do tratamento não é do médico, mas sim, do paciente. E, no caso do Brasil, o escolhido pelos brasileiros para tomar decisões como esta chama-se Jair Messias Bolsonaro. Goste-se dele ou não. Sejamos objetivos: Bolsonaro declarou na quinta-feira (2/4) que vai esperar uma semana para ver como as coisas se encaminham, antes de tomar uma decisão — não a respeito da permanência do ministro, mas sobre o isolamento total a que o país está submetido (ele defende que seja parcial). No entanto, o presidente também disse que ninguém em seu governo é insubstituível. Recado mais claro, impossível.

Eu sei, caro leitor, que talvez você tenha se afeiçoado ao ex-deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS). Eu também. E digo mais: muitos brasileiros, inclusive alguns que não votaram em Bolsonaro, também veem em Mandetta uma boa escolha do presidente. No entanto, não é assim que funciona. 

Vários países no mundo estão aplicando este protocolo (hidroxicloriquina e azitromicina) e salvando vidas... Inclusive diversos infectologistas no Brasil já reconhecem sua eficácia, porém Mandetta se aliou às “redes globos” da vida e continua defendendo que os remédios poderiam ser usados apenas em casos graves.  Essa visão contraria o protocolo desenvolvido pelo renomado Instituto Notredame, entre outros. 

Segundo os estudos, depois que o doente já está infeccionado e o caso foi agravado, isso diminui o efeito dos remédios. Já nos casos de pacientes que receberam doses corretas em tempo hábil, logo no início da contaminação, dentro de 5 ou 6 dias foi identificada a eliminação do vírus (na maioria dos casos).

Ou seja: protocolos sérios foram desconsiderados, isto é fato! E se a velha Imprensa não quer divulgar, o que se pode fazer?? A realidade da vida não pode ser ditada pelos interesses de grupos políticos, de outros países e muito menos pela Imprensa.

Até o proprietário da rede de televisão RBS, um dos donos da Rede Globo, já foi curado com esse tratamento, veja você!!! Entretanto, ao dar espaço apenas a “especialistas” que só têm um tipo de visão, a velha Imprensa sonega informações... E se a informação não chegar na ponta, aonde está a maioria da população, formada principalmente por gente pobre e inclusive por médicos desinformados... Como chegará aos que não são donos de emissoras de TV??

Enfim, na superfície, caso o ministro não se enquadre, o motivo "oficial" da saída de Mandetta será divulgado pela velha Imprensa com a narrativa de que "Mandetta queria manter o isolamento total, contrariando o presidente, que quer isolamento parcial". Ou então: "Bolsonaro ficou c/ ciúmes e trocou Mandetta porque ele estava seguindo o critério da OMS".

Mas, aprofundando na busca pela informação de qualidade, nos bastidores, descobrimos que há outras razões, especialmente esta que mencionei, em primeira mão. Spoiler: a nova ministra da Saúde poderá ser uma mulher, internacionalmente respeitada por seu trabalho em oncologia, e não tem ligação com nenhum partido político. Não posso dizer mais nada além disso, para preservar minhas fontes.

Deus salve o Brasil.

(José Roberto Azambuja - Jornalista)

Postar um comentário

5 Comentários

  1. esse presidente é um tapado

    ResponderExcluir
  2. esse presidente não ganha nem para sindico kkk

    ResponderExcluir
  3. Se o blog continuar a dizer que o presidente é santo eu só lamento.

    ResponderExcluir
  4. Ao negar isolamento, Bolsonaro mancha ainda mais imagem do país no exterior

    ResponderExcluir
  5. AINDA VOTEI NESSE RIDÍCULO

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.