Servidores deverão ficar um ano e meio sem reajustes


Guedes afirmou, em uma entrevista coletiva na saída do Palácio da Alvoradas, que nessa semana deve passar no Congresso “importante programa” para descentralizar recursos para estados e municípios, mas com contrapartidas.
O ministro deu como exemplo de contrapartida não conceder reajustes a servidores públicos a fim de auxiliar no esforço para enfrentar a crise.
“Não peçam aumento por um ano e meio, contribuam com o Brasil”, afirmou o ministro.
Guedes assegurou que o governo não pretende reduzir salário de servidores, mas pediu que o funcionalismo público faça um “sacrifício” pelo país.
“Precisamos também que o funcionalismo público mostre que está com o Brasil, que vai fazer um sacrifício pelo Brasil, que vai ficar em casa trancado com geladeira cheia e assistindo a crise enquanto milhões de brasileiros estão perdendo emprego. Não, eles vão colaborar. Eles vão também ficar sem pedir aumento por algum tempo. Ninguém vai tirar. E o presidente disse ‘ninguém tira direito, ninguém tira salário, ninguém encosta em nenhum direito que existe hoje’”, afirmou Guedes

Postar um comentário

0 Comentários