Mulher barrada em supermercado do Rio de Janeiro tira a calcinha e usa como máscara.


 A obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos ao público foi determinada na última semana em decreto municipal




Impedida de entrar no Supermercado Guanabara no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (29), uma mulher tirou a própria calcinha e colocou no rosto com o intuito de servir como máscara improvisada. A cena foi gravada em vídeo e divulgada nas redes sociais.

Nas imagens, a cliente tem a entrada vetada pelos seguranças e segue até um canto, onde retira a peça por baixo do vestido, o ergue à vista dos vigias e coloca no rosto.

A assessoria de imprensa do supermercado disse que a cliente não teve a entrada permitida mesmo após improvisar a calcinha no lugar da máscara.

“Como medida de proteção para todos os nossos funcionários e clientes, a rede não está permitindo a entrada sem uso de máscara nas suas 26 lojas, seguindo as recomendações dos órgãos de saúde e públicos”, disse a assessoria do Guanabara por meio de nota.

A obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos ao público foi determinada em decreto municipal. A medida é vigente desde a última quinta-feira, 23 de abril. Quem desobedecer está sujeito a pagamento de multa.

Como forma de alertar a população sobre o decreto, mais de 40 estátuas da cidade amanheceram no dia 23 utilizando máscaras.


Rio avalia “lockdown”


O secretário estadual de de Saúde do RJ, Edmar Santos, disse que o estado pode adotar medidas ainda mais rígidas de isolamento social, como o chamado lockdown – um bloqueio total, inclusive de limites de cidades e divisas do estado.

Segundo ele, caso a curva de casos e mortes por coronavírus continue subindo de maneira descontrolada e a população siga desrespeitando a quarentena, o bloqueio é uma alternativa.

“A única forma de não ter uma curva ainda mais ascendente seria uma forma mais radical de isolamento social. Não vai minimizar o que vai acontecer agora, mas vai evitar danos piores pra frente”, disse Edmar.


Postar um comentário

0 Comentários