Indústrias do Rio de janeiro cobram do governo medidas para sobreviver

Sérgio Lima/Poder360 


Indústrias do Rio de janeiro cobram do governo medidas para sobreviver a crise do coronavírus entre elas a suspensão da contribuição obrigatória de empresas que recebem benefícios fiscais prestes a entrar em vigor agora em maio. 

O fundo visa equilibrar as contas do estado, mas empresários não querem arcar com aumento de impostos em plena perda de receitas.  A indústria automobilística do Sul Fluminense, por exemplo,  emprega em torno de 15000 empregos diretos já registra queda de quase 100% no faturamento. 

Witsel com sua estratégia teimosa de isolamento amplo e irrestrito vai ter que encarar o setor produtivo que se vê asfixiado. 



Postar um comentário

0 Comentários