Depois de ter rompido tornozeleira e desaparecido, prisão domiciliar de líder do PCC é revogada


Valacir de Alencar, líder do Primeiro Comando da Capital, o PCC, no Paraná, condenado a 76 anos de prisão por crimes como tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e porte de armas, foi colocado em liberdade por decisão do juiz Diego Paolo Barausse. Valacir obteve o direito à prisão domiciliar depois que seus advogados argumentaram que, por ser hipertenso, o criminoso fazia parte do grupo de risco do novo coronavírus.
Colocado em liberdade, Valacir rompeu a tornozeleira eletrônica e desapareceu. Agora decidiram revogar a prisão domiciliar. Parece até piada....
Vejam

Postar um comentário

1 Comentários

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.