Brasil defende proposta de renúncia conjunta de Maduro e Guaidó

Bolsonaro denuncia 'dificuldades' provocadas pela ditadura Maduro

Brasil diz que Maduro “carece de qualquer legitimidade para ser parte numa transição autêntica” na Venezuela.

O governo do Brasil apoia a proposta apresentada pelos Estados Unidos para que haja uma renúncia conjunta de Nicolás Maduro, ditador da Venezuela, e do presidente interino, Juan Guaidó.
Em um comunicado publicado nesta quarta-feira (1º), o Ministério das Relações Exteriores entende a proposta como um dos caminhos para uma transição democrática no país sul-americano.
De acordo com o Itamaraty, a “proposta de uma Moldura Institucional para a Transição Democrática na Venezuela” é um “instrumento capaz” de contribuir para o restabelecimento da democracia no país.
Ainda no comunicado, segundo a agência Reuters, o governo Jair Bolsonaro afirmou:
“De maneira convergente com a proposta, o governo brasileiro considera que somente a realização de eleições presidenciais livres, justas e transparentes poderá pôr fim à grave crise política, econômica e humanitária por que passa a Venezuela.”
E acrescentou:
“Considera, igualmente, que a saída de Nicolás Maduro é condição inicial para o processo, uma vez que ele carece de qualquer legitimidade para ser parte numa transição autêntica.”
Fonte: RENOVAMÍDIA



Postar um comentário

0 Comentários