Flávio Bolsonaro posta vídeo com corpo de miliciano e afirma que Adriano foi torturado






Por alan.alex@gmail.com



“Foram sete costelas quebradas, coronhadana cabeça”; imagens são da perícia feita pela polícia baiana

O senador Flávio Bolsonaro postou nesta terça-feira um vídeo com imagens do corpo do miliciano Adriano da Nóbrega, morto pela polícia da Bahia durante operação. Na postagem, o senador afirma que o ex-capitão do BOPE foi torturado antes de ser morto, “Perícia da Bahia (governo PT), diz não ser possível afirmar se Adriano foi torturado. Foram 7 costelas quebradas, coronhada na cabeça, queimadura com ferro quente no peito, dois tiros a queima-roupa (um na garganta de baixo p/cima e outro no tórax, que perfurou coração e pulmões”. Veja a postagem:
Também nesta terça-feira o presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai pedir uma perícia independente para investigar as causas da morte do miliciano, que estava foragido há mais de um ano

Postar um comentário

0 Comentários