Banner Acima Menu INTERNAS

Izalci pede inclusão da PMDF e CBMDF em Projeto de Lei que reestrutura a carreira das Forças Armadas



O senador Izalci Lucas (PSDB/DF) participou, nessa terça-feira (10/09), da Comissão Especial da Câmara dos Deputados, que analisa o Projeto de Lei de Proteção Social das Forças Armadas (PL 1645/19). Na ocasião, Izalci pediu o apoio dos deputados para incluir no texto os Policiais Militares e Bombeiros Militares do Distrito Federal

.
O Projeto de Lei (PL 1645/2019) reestrutura a carreira das Forças Armadas e o seu Sistema de Proteção Social, prevê a valorização de meritocracia, o reconhecimento da experiência do militar e a preservação das peculiaridades da profissão, entre elas risco de morte, proibição de greve, não pagamento de adicional noturno, possibilidade de transferência ex-offício. Para o Sistema de Proteção Social, entre as principais mudanças estão a universalização da contribuição, para ativos e inativos; o aumento no tempo de serviço ativo, de 30 para 35 anos; e a redução no rol de dependentes que fazem jus à pensão.



Para o senador Izalci, o PL 1645/19 é uma das soluções para resolver a defasagem salarial em torno de 37.5% a que estão submetidas as duas corporações. “Com a inclusão da PMDF e CBMDF no texto da matéria, essas corporações seriam contempladas com um reajuste salarial, além de toda a segurança jurídica”, argumentou. O relator do PL na Câmara, deputado Vinícius Carvalho (PRB/SP), já se mostrou favorável à inclusão. Izalci trabalha para ser o relator da matéria no Senado.
Com informações da Assessoria do Parlamentar

Postar um comentário

3 Comentários

  1. Não entendo como pode ser bom para a PMDF se as associações de praças do exército estão dizendo que para praças, principalmente cabos e soldados, essa PL não só é ruim, como vai até diminuir o salário dos mesmos. Outra questão é que não vejo como nem se aproximar de um aumento de 37% com essa PL aí... Só se for para os oficiais, pq para os praças acho que vai ser bem ruim. Aí o governo vai argumentar que já ganhamos o aumento e teremos que ficar calados.

    ResponderExcluir
  2. No caso das forças auxiliares ñ terá a parte do aumento para as forças armadas. O aumento para as forças auxiliares depende do Governo de cada estado!

    ResponderExcluir
  3. Também concordo, e outra essa de colocar o GDF responsável por qualquer aumento pra PM e BM como quer o governo e uma fria , estaremos nas maos de governadores que protegem a pcdf, como esta ocorrendo agora

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.