Fórum mantém seu posicionamento sobre a necessidade de tratamento isonômico.


FÓRUM DAS ASSOCIAÇÕES REPRESENTATIVAS DOS POLICIAIS MILITARES E 
DOS BOMBEIROS MILITARES 
 DO DISTRITO FEDERAL
ASAPOL – ASBOM - ASSOR PM/BM – ASS/ARMILC – ASOF/PMDF - ASSOF/CBMDF –
CABE - CIFAIS – CAP – CLUBE DOS BOMBEIROS – COCBMDF - CRESSPOM –
COPOM/PMDF - OSIDEMCI

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em virtude das últimas reportagens publicadas na mídia, bem como da entrevista do Excelentíssimo Senhor Governador do Distrito Federal, o Fórum 
das Associações dos Policiais Militares e dos Bombeiros Militares emite a presente nota de esclarecimento.

Em nenhum momento houve acordo do Governo com o Fórum no que tange aguardar momento oportuno para o governo enviar ao Governo Federal a proposta de recomposição salarial dos militares do DF, pelo contrário, sempre foi solicitado tratamento igualitário entre as forças de segurança, visto que em fevereiro foi enviada proposta de correção salarial de somente a categoria de segurança pública do DF.

Desde então o Fórum das Associações, juntamente com os Parlamentares representantes da categoria, Deputados Distritais Hermeto e Roosevelt se reuniram com o Governador e com integrantes do primeiro escalão do governo explicando a necessidade do tratamento igualitário entre as forças de segurança, que estava sendo quebrado com o envio de proposta de recomposição salarial de 37% a uma categoria em preterição às demais.

O governo demonstrou ter entendido essa necessidade de isonomia no tratamento e prometeu apresentar a proposta de recomposição salarial dos militares ao Ministério da Economia, a fim de ser apensada à que está em estudo naquele órgão e poder tramitar conjuntamente. Contudo a minuta ainda não foi apresentada nem tampouco encaminhada ao Governo Federal, motivo das frequentes reuniões do Fórum e dos parlamentares com o Governo do DF, para que seja cumprida a promessa de tratamento igualitário.

O Fórum vê com grande preocupação a postergação da apresentação e envio da minuta que recompõe as remunerações dos militares do DF, visto que, em caso de concessão para uma categoria em detrimento das demais, o clima institucional se tornará insustentável e a população poderá sofrer reflexos dessa insatisfação, posto que é impossível impor vibração e dedicação a um militar que vem se dedicando ano após ano para diminuir os índices de criminalidade e conceder segurança à população do Distrito Federal, mesmo sem terem tido a remuneração corrigida pela inflação e não terem adotado
comportamentos que pudessem afetar os serviços prestados à comunidade do DF.

Postar um comentário

0 Comentários