Bolsonaro decidiu: Projetos de reajustes seguirão juntos.


Postar um comentário

10 Comentários

  1. Que bom, tomara que nao faça como Rodrigo Maia disse a uma entrevista na globo news, que as militares das forcas armadas, proposta só apos a aprovação da reforma da previdência sendo assim só no segundo semestre. Vamos aguardar

    ResponderExcluir
  2. CFSD DÉCADA DE 9002/03/2019 20:15

    Bem, até que enfim uma boa notícia. Que, sabemos, dependia totalmente do Presidente Bolsonaro, que já havia sinalizado antes de assumir a Presidência, seu apreço pela PMDF.
    Coisa que o Governador só demonstrou em palavras durante a campanha eleitoral, mas logo esqueceu ainda em dezembro de 2018, manifestando posições em entrevistas nas TVs locais, dizendo por exemplo, que havíamos sido muito beneficiados em detrimento de outra instituição, o que não é verdade, e também nos deixou realmente desalentados.

    ResponderExcluir
  3. Já dizia um certo samba: "...sai da minha aba sai pra lá...."

    ResponderExcluir
  4. Já dizia um certo samba: "....sai da minha aba sai pra lá....."

    ResponderExcluir
  5. poste mijando no cachorro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CFSD 1995 -16/03/2019 10:53

      O poste é mil vezes mais forte que o cachorro. O poste não se importa com o que acontece com o cachorro. kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  6. E COM PERCENTUAIS DIFERENTES, COMO QUESTÃO DE JUSTIÇA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    vÃO ESTUDAR!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CFSD 1995 -16/03/2019 10:56

      Está incomodado? Então faça concurso para outra área, onde não terá que lidar com a PMDF!

      Excluir
  7. Interessante q na época do Roriz ninguém nunca falou em reduzir aumento por ser beneficiados e agraciados.Avante PMDF.kkkkk

    ResponderExcluir
  8. Opa, farinha pouca, meu pirão primeiro!

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.