Nota pública do Fórum das Associações sobre o reajuste


FÓRUM DAS ASSOCIAÇÕES REPRESENTATIVAS DOS POLICIAIS MILITARES E DOS BOMBEIROS MILITARES 
DISTRITO FEDERAL 
ASAPOL - ASPRA-PM/BM - ASSOR PM/BM - ASS/ ARMILC -ASOF/PMDF - ASSOF/CBMDF - CABE/PMDF -
CIFAIS - CAP - CLUBE DOS BOMBEIROS - CRESSPOM - COPOM-PMDF

NOTA PÚBLICA

Historicamente, os governadores do Distrito Federal prestigiaram, em termos salariais, muito mais a PCDF que os militares do DF. Somente no governo Agnelo foi atingido o equilíbrio salarial entre as forças de segurança pública. E agora o governador quer acabar com isso? Os argumentos usados pelo governador baseiam-se na retórica dos sindicatos da Policia Civil que os militares do DF teriam tido mais vantagens salariais que os policiais civis. 

Um governador que busca a segurança do cidadão da capital de todos os brasileiros deve tratar de forma igualitária suas forças de segurança em termos salariais. 
Para ingresso em todas as carreiras dos órgãos da segurança pública do DF é exigido o nível superior. Como não existe hierarquia funcional entre as instituições não se justifica percepção de remunerações diferenciadas. Os serviços prestados pela PMDF, CBMDF e da PCDF são de caráter complementar. Portanto, se falhar a prevenção de crimes e a manutenção da ordem pública falhará o processo de apuração das infrações penais e não é esse o cenário que deseja o cidadão da capital de república e muito menos os profissionais militares do DF. Nesse contexto os bombeiros militares também fazem um serviço 
complementar na prestação dos seus serviços prestados à cidadania nas áreas que lhe são afetas. 

Em acordão recente o STF ao julgar inconstitucional a greve na segurança pública deu legitimidade para que sindicatos e associações de servidores policiais representem seus associados junto ao governador da sua respectiva UF. Garantiu ainda a mediação da justiça quando falharem as negociações com os governadores. Mesmo com essa designação legal o governador não recebeu as associações dos servidores militares no período de transição e nesse início de governo. Entendemos que todas as declarações do senhor governador à imprensa sobre a questão é a mesma que na informalidade falam os dirigentes sindicais da PCDF. Inclusive a afirmação que a PMDF e o CBMDF tiveram mais regalias que a PCDF o que é um equívoco ou desconhecimento de causa. 

Portanto, solicitamos ao senhor Governador que receba o Fórum das entidades representativas dos policiais e bombeiros militares em audiência. De antemão já afirmamos que os profissionais da PMDF e do CBMDF não aceitarão, em nenhuma hipótese, aumentos diferenciados entre a polícia civil e os militares do DF. Com o advento da previdência e da incorporação da indenização de moradia no soldo corremos o risco de percebermos na remuneração líquida muito menos do que percebemos hoje.

Brasília, DF, 25 de fevereiro de 2019 

Mauro Manoel Brambilla Cel REF PM
Coordenador

Postar um comentário

2 Comentários

  1. É triste ver que as associações não representam soldados e cabos... Dizer que Agnelo igualou os salários da PC com os da PM, sendo que para ter igualado a de um agente eu vou precisar primeiro conseguir virar terceiro sargento? Na PMDF um praça demora no mínimo uns treze anos para chegar a terceiro, quando eu chegar a terceiro e conseguir estar ganhando o mesmo que o "inicial" de um agente, o agente que entrou na mesma época que eu vai estar na classe especial da carreira dele! Infelizmente vejo que soldados e cabos são outra carreira e sem representantes... Triste...

    ResponderExcluir
  2. CFSD DÉCADA DE 9026/02/2019 19:55

    Enquanto isso, o Governador, que quando candidato prometeu dar tratamento igualitário entre as forças de segurança, se recusa a ouvir os representantes da categoria, e se informa sobre nossos salários, PASMEM, através dos sindicatos de outra categoria. Quem está acompanhando os embates nas redes sociais sabe do que estou falando. MENTIRAM, e o governador acreditou, que fomos beneficiados durante o governo Rollemberg.
    Agora, o sujeito que prometeu tudo na campanha eleitoral, só faz ameaças à PMDF, inclusive prometendo punições, além de já ter dito que vai contabilizar como aumento, o AUXÍLIO MORADIA que foi aumentado na gestão de Agnelo, em 2014!

    Com certeza esse governador está apostando no pior, e perdendo totalmente a credibilidade. Como se político tivesse credibilidade.
    Vejam que, logo após ter sido eleito, o governador já começou a mudar o discurso, ainda em Dezembro de 2018, quando começou a afirmar que a PMDF poderia não ter o mesmo aumento da PCDF.
    Só para não esquecer, sugiro que os blogs de PMs repliquem não só os vídeos, como as matérias jornalísticas de 2018, onde o governador prometeu que concederia o mesmo aumento que desse à PCDF.
    Como essa abaixo do Correio Braziliense de 13/10/2018:

    "Em campanha, Ibaneis garante reajuste de 37% a policiais militares e civis"

    Trecho da matéria:
    "Na corrida pela chefia do Palácio do Buriti, Ibaneis Rocha (MDB) se reuniu com representantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros na manhã deste sábado (13/10). Durante o encontro, ele garantiu a paridade salarial da Polícia Civil e garantiu que os militares teriam aumento proporcional ao dos agentes, ou seja, acréscimo de 37% na remuneração.
    O emedebista garante que há orçamento disponível para realizar os aumentos. “Já está tudo calculado. Se for necessário, usaremos recursos do Distrito Federal para manter as forças de segurança”, prometeu.
    Além dos reajustes salariais, o advogado afirmou que faria um plano de carreira para os militares. “Eles não podem ficar esperando a aposentadoria de uns para conseguir ascender na corporação”, frisou. De acordo com Ibaneis, ele abrirá um novo concurso para a PM no primeiro mês de governo."

    LINK: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2018/10/13/interna_cidadesdf,712498/em-campanha-ibaneis-garante-reajuste-de-37-a-policiais-militares-e-c.shtml

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.