Delegado diz que a PMDF é invejosa quando requer o mesmo reajuste

Miguel Lucena, um dos delegados da PCDF que não gostam de forma alguma e quiçá respeita a PMDF escreveu texto atacando👇

SENTIMENTO RUIM
Miguel Lucena

A inveja, um dos sete pecados capitais, leva o invejoso a preferir perder dois a ver o vizinho ganhar um. Faz a pessoa desfocar de seus objetivos para atrapalhar as conquistas de outrem.
O invejoso não se satisfaz com o que tem, mesmo que seja igual ao objeto de seu desejo. Ele só tem olhos para o que o outro está alcançando, anota ponto a ponto, e não percebe que as oportunidades estão passando à sua porta.
A inveja se manifesta por meio de desdém, chistes, bajulação e ataques injuriosos.
A sabedoria popular ensina que quem desdenha quer comprar. Desdenhar é fazer pouco do valor do outro, diminuir a importância de determinado feito ou atividade. Já o chiste representa a piada de mau-gosto, o humor depressivo, feito para ofender e não para divertir. O invejoso costuma bajular, em certo momento, a pessoa invejada, até que no estágio final ele, não se contendo por não possuir as mesmas qualidades daquela, passa aos ataques diretos, sempre colocando-se como vítima de alguma injustiça.
A Polícia Civil do Distrito Federal sofre muito com esse sentimento. Ela não reclama dos ganhos dos outros, não se intromete em movimentos alheios, presencia tranquila as conquistas de terceiros, pede apenas o que lhe pertence por história e tradição, mas então os invejosos de plantão largam tudo o que estão fazendo para desdenhar-lhe os feitos, chamar de balconistas investigadores experientes e premiados, com índices de resolução de crimes em nível de Primeiro Mundo, e ameaçando mil e uma coisas se a PCDF fizer jus a algo que é seu de direito.
Quando os governos encheram determinados segmentos de auxílios, serviços extras, escolas e hospitais, a Polícia Civil não se manifestou nem pediu para si essas benesses, porque aguardaria a paridade histórica com a Federal, mesmo que fosse necessário esperar anos e ela saísse a conta-gotas, de forma parcelada. A coceira da inveja, porém, fez os que estavam quietos, satisfeitos com a derrota alheia, saírem de seus becos escuros para fazer ameaças. Nem prestaram atenção nos bônus que lhes serão concedidos até o fim do mês.

Miguel Lucena é Delegado de Polícia Civil do DF, jornalista e escritor.



Postar um comentário

16 Comentários

  1. E ele não é invejoso por querer ganhar o mesmo que a PF não???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, pq ele exerce igualmente carreira de Estado, passou em exames muito mais complexos que os da pm, é regido pelo mesmo Estatuto, pelo mesmo regime jurídico, pelo mesmo regime disciplinar, ostenta o MESMO cargo, com as MESMAS atribuições prevista em lei!!!
      Simples assim!!!

      Excluir
  2. Só queremos o que éjusto, a posição desse delegado nem vale a pena comentar....

    ResponderExcluir
  3. O interessante eh q eles mesmos querem o mesmo reajuste da PF. Como que eh isso?

    ResponderExcluir
  4. E o Coronel PMDF RR Edilson o respondeu 👇🤷🏻‍♂


    PROBLEMAS COM ALZHEIMER, OU MERA HIPOCRISIA?

    Palavras vazias de conteúdo, verso e prosa. Precisa treinar um pouco mais o senhor Miguel Lucena para parecer convincente.

    Aos que conhecem e vivenciaram a história do DF e tristes fatos protagonizados pela Polícia Cívil, o texto escrito por ele não merece tempo para leitura e tinta para impressão.

    Partindo do marco principal originário da insólita e abusiva diferença salarial entre a PCDF e PMDF nos remetemos ao ano de 1990. Policiais civis, em campanha por melhorias salariais, mobilizados publicamente por seu respectivo sindicato e contando com singular e conivente silêncio de seus líderes, compareceram armados à uma manifestação diante do Palácio Buriti.
    A PM, cumprindo seu papel legal e empregando a maior parcela de seu contingente com armas não letais, a fim de evitar uma tragédia sem comparações, posicionou-se entre os prédios públicos e manifestantes, que insatisfeitos partiram em direção aos prédios afrontando, agredindo e disparando suas armas de fogo contra policiais militares e animais, cães e cavalos, empregados pelas tropas de choque. A PM perdeu animal e, por sorte, vidas humanas não foram desperdiçadas, mas vários policiais militares foram feridos por armas disparadas por policiais civis e fachadas dos prédios também foram alvejadas.

    Em punição aos vândalos e criminosos, o então governador tampão concedeu reajuste aos policiais civis provocando a injusta e abusiva disparidade salarial entre as duas corporações.

    A partir deste evento, a chantagem de atos semelhantes sempre foi o ardiloso argumento usado pelo sindicato e policiais civis para satisfazer suas constantes exigências e alcançar a satisfação de seus desejos, e mesmo com contingente significativamente inferior ao da Polícia Militar passaram a abocanhar a maior fatia do bolo, deixando aos demais a divisão e disputa por migalhas. Passaram a se auto intitular a nobreza da segurança pública no Distrito Federal.

    Adeptos das greves, muitas vezes a PCDF aderiu aos movimentos de outros grupos, às paralisações extraordinárias contra o governo federal promovidas por grupos ideológicos adversários, mesmo com seus salários em dia e suas exigências atendidas.
    Ou seja, obedientes aos grupos políticos e apegados aos seus interesses, porém totalmente desvinculados das necessidades e interesses da sociedade do DF.

    As greves promovidas pela Polícia Civil foram incontáveis, muitas frustradas e, se algo em comum existiu entre todas elas, foi o fato da sociedade do DF somente ter percebido que a PCDF estava em movimento paredista após longo prazo. Sua ausência não é notada de imediato. Por que será?

    Em qualquer país decente, o policiamento ostensivo é altamente relevante para a sociedade e fundamental para a corporação policial. Proteger as pessoas e seus patrimônios, prevenir e impedir que o crime ocorra é o papel fundamental das organizações policiais. Isto é inquestionável.

    A PMDF, seus líderes e representantes não estão enciumados ou invejosos em relação à PCDF. Este raciocínio é pueril e nem deveria permear a mente de uma pessoa, que já se julgou capaz de representar a sociedade do DF no parlamento.
    Está, agora, bastante claro porque não foi eleito. Os eleitores apresentaram, nas urnas, a maturidade que falta ao senhor Miguel Lucena, por esta razão o reprovaram.
    Parabéns aos brasilienses.

    Edilson Rodrigues - Coronel PMDF RR

    ResponderExcluir
  5. O fundo ideológico do texto é o seguinte: inveja, na categoria de pecado capital, serve para fazer com aquele que tem menos tenha medo da punição divina e não reclame e se conforme. Como se essa hierarquia entre PCDF e PMDF fosse da vontade divina e o aumento, dessa forma, seria um direito natural. O texto continua a disseminar, nas entrelinhas, a ideia de que somos inferiores à PCDF.
    Inveja desqualifica o outro como categoria, como conjunto de trabalhadores. Como se a insatisfação pelo tratamento desigual fosse um sentimento negativo de ordem pessoal e não uma justa reinvidicação de um grupo de trabalhadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CFSD DÉCADA DE 9025/02/2019 09:11

      Excelente, o seu texto.

      Excluir
  6. PM nao quer hispital e nem colegio nao senhor delegado, PM quer é reajuste salarial. O que o senhor citou nao nos interessa mais que um reajuste digno. E nao se esqueça que, quando o Agnelo deu 200,00 de aumento na nossa alimentação a PCDF cresceu o olho de inveja, mas o Agnelo nao deu nada para a PCDF naquele momento porque sabia que dos efeitos da tartaruga.

    ResponderExcluir
  7. É triste ver e saber de um comentário infeliz ou podemos maldoso,vindo de um delegado de polícia, no meu entender, segurança pública não se faz com um órgão só ,seja polícia militar ou civil, é ,uma ação conjunta das forças de segurança e nenhum é melhor ou pior que o outro ,apenas com atribuições diferentes, com o mesmo objetivo, segurança pública, todos merecem um salário digno, agora esse cidadão perdeu a oportunidade de ficar calado, quando não tem segurança do que vai falar fique calado...um abraço .

    ResponderExcluir
  8. O nome disso não é inveja, isso denomina-se promessa de campanha.

    ResponderExcluir
  9. CFSD DÉCADA DE 9021/02/2019 16:46

    Mais um PCDF fanfarrão. O Enrollemberg fez várias propostas para eles, e eles recusaram. Se tivessem aceitado, já estariam com o salário bem aproximado do da PF, mesmo que não haja qualquer previsão legal para isso.
    Dificilmente esse aumento será acolhido no Congresso Nacional e pela Presidência da República nesse momento de crise.
    Quando Agnelo aumentou o Auxílio Moradia da PMDF/BMDF, um certo pessoal INVEJOSO tentou atrapalhar, usando sua influência no TCDF e outros órgãos para reverter nosso aumento. E agora, vem dizer que somos invejosos?
    Quem plantou a ideia para esse governador desinformado, de que ganhamos hoje como nenhuma outra PM no Brasil foram eles.
    A ideia totalmente mentirosa de que fomos beneficiados no Governo do Rollemberg, foi plantada por eles, afim de indispor esse governo contra a PMDF/BMDF.
    E depois, nós é que somos os INVEJOSOS?
    Ora, querem tratamento diferenciado mesmo recebendo da mesma fonte que nós?

    ResponderExcluir
  10. CFSD DÉCADA DE 9021/02/2019 17:10

    O último parágrafo do texto do desditoso delegado, é inteiramente uma falácia.
    Ao contrário do que ele escreveu, quando a PMDF teve o auxílio moradia majorado, a PCDF fez questionamentos em várias instâncias usando intermediários para isso. E, agora mesmo, está utilizando o governador para continuar questionando isso no TCU. Um governador que, ao que tudo indica, só tem ouvidos para a PCDF, de quem recebeu informações mentirosas sobre supostas conquistas da PMDF durante o governo Rollemberg, que a bem da verdade, não beneficiou ou cedeu qualquer coisa ou pleito para qualquer categoria do DF.
    A situação salarial da PCDF atual, é fruto de sua própria petulância, quando por volta de 2006/2007 no bojo de conquistas de várias categorias do serviço público federal, disseram que queriam ganhar por SUBSÍDIO, a fim de serem inseridos em um suposto rol RESTRITO de "carreiras de Estado", supostamente superiores às demais.
    Ocorre que, "inteligentes" que são, esqueceram que, vencimentos enquadrados como SUBSÍDIO, isto é, em PARCELA ÚNICA, impede constitucionalmente que o servidor público enquadrado nesse regime obtenha vantagens como auxílios e outras verbas compensatórias fora a PARCELA ÚNICA do SUBSÍDIO, conforme previsto no Artigo 37º da Constituição Federal, que inclusive veda esse pleito da PCDF em relação à PF, conforme previsto também no mesmo artigo 37º da CF/88 em seu inciso XIII que diz o seguinte: -
    *"é vedada a vinculação ou equiparação de quaisquer espécies remuneratórias para o efeito de remuneração de pessoal do serviço público;"* o que parece que o nobre delegado desconhece solene e propositadamente. E, os INVEJOSOS somos nós?

    ResponderExcluir
  11. CFSD DÉCADA DE 9021/02/2019 17:23

    A despeito do último parágrafo do texto do INCONSEQUENTE e promotor de intrigas desse desse delegado, alguém oriente esse delegado a voltar a estudar sobre o que é receber por SUBSÍDIO e suas consequências, que foi a opção que a PCDF fez há mais de 10 anos. E, por essa razão, legalmente não podem receber os mesmos auxílios e outros penduricalhos concedidos de forma precária à PMDF, afim de manter o mínimo de decência e, merecidamente o poder de compra dos salários dos valorosos PMs do DF.
    Para isso, recomendo que todos os PCs do DF que pensam como esse INCONSEQUENTE delegado, leiam o § 4º do Artigo 39 da Constituição Federal, que diz, ipsis litteris:
    *"O membro de Poder, o detentor de mandato eletivo, os Ministros de Estado e os Secretários Estaduais e Municipais serão remunerados exclusivamente por SUBSÍDIO fixado em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória, obedecido, em qualquer caso, o disposto no art. 37, X e XI. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)"*

    ResponderExcluir
  12. Abraços ao ilustre Sr Del Miguel por seu comentário. Fico muito satisfeito com essa merecida Vitória dos companheiros da PCDF.

    ResponderExcluir
  13. Invejosos ....mas me fale sobre a equiparação salarial com a polícia federal????????????

    ResponderExcluir
  14. Parabéns ao Dr. Lucena.
    Sou pm e atesto q certa parte da pm e sim invejosa!

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.