A REALEZA BRASILEIRA

Querido leitor, eu vou fazer uma comparação, e desafio você a desconstruir isso, após ler até o final e refletir.

O brasileiro agora consegue entender o que é aquele sentimento que os britânicos possuem pela Família Real.


A Família Bolsonaro, incluindo principalmente a Primeira Dama Michelle, só são alvos de críticas pelos mal amados da esquerda.


O novo governo nem começou, e já está promovendo uma reunificação do Brasil.



Já é possível ver pessoas que votaram em Haddad ou em Ciro, que agora se emocionam com as atitudes de Michelle. É possível constatar também que eleitores ferrenhos da esquerda, passaram a tirar o chapéu para Bolsonaro, logo na semana seguinte à eleição.



A formação do Ministério e as articulações internacionais começaram lá atrás, numa semana em que os brasileiros vibraram. Vibraram com o anúncio de Sérgio Moro como ministro, e também com a formação de um novo super ministério para ele gerir.
Vibraram com a esperança de um novo tempo, de combate verdadeiro à violência e à corrupção.


Na cerimônia de posse, os brasileiros viram, desfilando em carro aberto, o Rei Jair, a Rainha Michelle, e o Príncipe Carlos. Exagero meu? Pois se for exagero, não é só meu. Muitas pessoas primeiro sentiram isso, para depois de uma auto análise, comentarem o mesmo. Até o carro é britânico, um Rolls Royce Silver Wraith construído em 1952 especialmente para a Raínha da Inglaterra Elizabeth II, e vendido ao Brasil no governo Getúlio Vargas em 1953.


Mas o sentimento de Família Real não se limita somente a imagens. 


Eduardo Bolsonaro, advogado, entrou para a Polícia Federal, o que já é algo para poucos. Eleito Deputado Federal em 2014, com 82.224 votos, brilhou com sua luta, e acabou sendo reeleito em 2018, com 1.843.735, um recorde. Entre seus projetos, ele quer criminalizar o comunismo.


Flávio Bolsonaro, advogado e empresário, brilhou como Deputado Estadual no Rio, sendo um dos poucos na Alerj que passam livres da corrupção. Em 2018 foi eleito Senador com 4.380.418 votos.


Carlos Bolsonaro, formado em Ciências Aeronáuticas, demorou mais para atender o chamado para a política, e se encontra ainda vereador do Rio de Janeiro, mas já há muito demonstra seu caráter. Jair disse: "Meu PitBull, obrigado por sempre estar por perto, jamais querendo aparecer ou ter ganhos pessoais."

E eu não podia deixar de falar de Michelle Bolsonaro, que já se destaca justamente pela sua humildade e compaixão com o próximo. Quanto mais reservada ela esteve durante a campanha eleitoral, mais isso chamou a atenção das pessoas. Não da mídia, não dos jornalistas, mas dos eleitores. Aliás, diga-se: os jornalistas e a mídia em geral não souberam o que o povo desejava em 2018, e focalizaram em outras coisas. Não é à toa que Bolsonaro ganhou no primeiro e no segundo turno, gastando bem menos que os adversários, e com menos tempo de TV.

Não houve quem não ficasse cativado com a imagem de Michelle. Muitos se lembraram logo da falecida Princesa Diana. As duas já têm pontos em comum, por exemplo, com as ações sociais. Não será difícil Michelle ainda superar Diana nessas ações, pois ela já atua em prol dos necessitados muito antes de se tornar a primeira dama. A única primeira dama brasileira que me lembro, que era pessoa atuante, foi Ruth Cardoso, e mesmo assim não se assemelha a Michelle.





Mas e o Jair? Ele conquistou o público com seu jeito simples, caipira, muitas vezes grosseiro, mas 100% verdadeiro. Há quem diga que Lula foi carismático, mas Bolsonaro é sem dúvida carismático sem ser falso, e as pessoas com mais experiência de vida conseguem enxergar isso. Sempre sorridente, ele brinca e quebra protocolos nas mais sérias cerimônias, e isso não podia ser diferente na sua própria posse como Presidente do Brasil. Enquanto Michelle discursava na Língua Brasileira de Sinais, sua intérprete se emocionou, mas conteve o choro e não parou. Michelle agradeceu publicamente ao enteado Carlos Bolsonaro, mas quando ela agradeceu ao seu marido, os súditos, ops, desculpe, o público ali presente fez coro novamente, pedido beijos, ao que ela atendeu e beijou Jair. O público vibrou tanto e pediu bis, e ela atendeu: beijou pela segunda vez. Fosse outro casal que fizesse isso, não teria sido uma cena tão linda como esta, e ainda poderia ter repercussões negativas. Porém, se alguém da mídia quiser zombar do momento dos beijos, estará com certeza indo na contramão do mundo. Isso mesmo, o mundo inteiro noticiou emocionado a posse espetacular do Presidente Bolsonaro, e principalmente a primeira dama estampou primeiras páginas por todo o nosso planeta.



Nem mesmo D. Luiz Felipe de Orleans e Bragança, príncipe herdeiro do trono brasileiro, caso D. Pedro II não tivesse sido deposto, conseguiu envolver tanto os brasileiros. Até aqueles que participaram do movimento pró Monarquia, agora se esqueceram disso, e estão apostando no novo governo.

Não adianta alguém dizer que Bolsonaro elegeu os filhos. Os filhos se elegeram com mérito próprio. Nesta família, cada um tem seu próprio brilhantismo, e agora o povo de todo o território nacional pode conferir isso.

O povo brasileiro agora voltará a ter orgulho de seu país, voltará a ser um povo unido como era antes, passando a valorizar o estudo e a formação, e fazendo o mundo olhar para o Brasil. Esta Família está fazendo voltar o sentimento de patriotismo.


Airton Alvares, 02/01/2018, São Paulo, SP




 



 

Postar um comentário

1 Comentários

ATENÇÃO!!!! COMENTÁRIOS LIBERADOS!!!! MAS...O BLOG não se responsabiliza por comentários que contenham ataques pessoais e ou ofensas a pessoas físicas, jurídicas ou conteúdo que possa por ventura ser interpretado, pelos órgãos de correição, como transgressão da disciplina, crime militar ou comum. Neste espaço não é permitido a discussão de temas militares, por conta da legislação castrense. Na medida do possível o administrador do BLOG irá moderar os comentários que julgar necessário.