PT, DEVOLVA O DINHEIRO

A procuradora Raquel Dodge pediu hoje ao TSE para mandar que o PT devolva o dinheiro gasto na campanha de Lula. 
Ao lançar inicialmente a candidatura de Lula, partido usou recursos públicos de maneira indevida.
Na eleição deste ano, os partidos receberam recursos do fundo eleitoral abastecido com dinheiro público para financiar as campanhas.
Para a procuradora, o registro de candidatura de Lula foi uma manipulação do público: "o registro de candidatura de Lula foi manifestamente protelatório, destinando-se apenas a manipular os eleitores pela eventual continuidade do futuro candidato substituto e a viabilizar o dispêndio absolutamente destituído de fundamento de recursos públicos".
Deverão ser devolvidos os valores dos fundos empregados para promoção político-eleitoral direta e indireta, incluindo gastos com deslocamento, eventos protagonizados pelo então candidato a vice-presidente, Fernando Haddad, além de despesas com telefonia, pesquisas e testes eleitorais.
Caso esse valor não seja devolvido espontaneamente pelo partido, deverá ser cobrado judicialmente.
Foram quase R$ 20 milhões gastos com campanha, desde o dia em que Lula foi registrado como candidato, até o dia em que o PT foi obrigado a trocar pelo candidato Haddad.
Depois, com Haddad candidato, foram mais de R$ 37 milhões gastos com a campanha, a partir do ponto em que ele passou a ser o candidato, e não mais o Lula. E o pior é que ele ainda ficou devendo R$ 3,8 milhões após o final das eleições.
Airton Alvares, 30/11/2018, São Paulo, SP.

Postar um comentário

0 Comentários