FUZIL PODE?

Os absurdos nunca terminarão?

Parece que a maioria dos jornalistas de hoje possui alguma deficiência cognitiva.
Os mesmos jornalistas que ficam correndo atrás de Bolsonaro e Wilson Witzel, cutucando, criticando tudo o que podem, os mesmos que se escandalizam com a ideia de que o cidadão de bem tenha porte de arma, são os mesmos que agora se escandalizam com outra coisa, oposta, e se tornam o cúmulo do contraditório.
Como todos nós sabemos, a ideia de permitir que o cidadão honesto tenha porte uma arma, é muito criticada pela esquerda, por uma simples questão de concorrência política, que leva à necessidade de fazer oposição. Oposição por mera oposição.
Em entrevista ao Globo News, o governador eleito foi questionado sobre a ideia de usar Snipers para abater bandidos que estiverem simplesmente portando um fuzil.
Apresentadora: "—Sobre a sua declaração de autorizar policiais a realizarem o abate de criminosos que portassem armas de uso exclusivo das forças armadas. Pode vir à cabeça a seguinte hipótese: um cidadão, de costas,  [...] e a possibilidade de um sniper executá-lo sem ele estar representando nenhuma ameaça....
Witzel interrompe: "— portando um fuzil na mão?"
— Sim, tem que estar com um fuzil na mão.
— Ameaça!
— O senhor entende que qualquer pessoa.....
— Se ele não for abatido ele usará o fuzil para acertar quem quer que esteja na frente dele.
Outra entrevistadora da bancada interpela:
— Me perdoe senhor governador, mas e se for um guarda chuva ou uma furadeira, como já aconteceu?
— Um sniper não comete este erro. Se alguém cometeu, não era um sniper, era um policial comum, sem o devido treinamento. Não era um militar preparado para este tipo de operação. Eu sou um militar da Marinha. Atiradores bem treinados não cometem um erro grosseiro desses.
Foto: reprodução Youtube, canal
Caiu Na Rede Virou Notícia
Outro jornalista na mesa questionou:
— Usará snipers em helicóptero? Como será isso?
— Isso quem irá dizer são os técnicos, os militares especializados neste tipo de operação. Você tem 5 elementos com fuzil atirando contra um policial, todos no momento devem ser abatidos para cessar imediatamente esse combate.
A apresentadora voltou:
— Ninguém é autorizado a tirar a vida de ninguém, a não ser que....
— Esteja de fuzil na rua!
— Mas essa é a sua interpretação. Você acha que essa interpretação irá passar?
— Eu digo sempre que eu prefiro defender o policial no tribunal do que ter que ir no funeral dele. Iremos defender o policial no tribunal do Juri. O Código Penal hoje foi alterado, e o réu é culpado ou inocente. Se o juri considera que ele agiu corretamente, então ele é inocente.
E o assunto continuou, porém Wilson Witzel não recuou em sua postura na bancada.
Em outro momento a assessoria de Witzel publicou que ele pretende ir a Israel para conhecer a tecnologia de drones armados, que disparam contra alvos identificados por controle remoto.

E as perguntas que todos deveriam fazer, são:
1) Por que um cidadão de bem não pode andar armado com uma pistola, enquanto um bandido pode ter um fuzil?


2) Por que ninguém consulta a opinião da população sobre este assunto?


Airton Alvares, 03/11/2018, São Paulo, SP

Postar um comentário

0 Comentários